Fratura óssea: tipos, sintomas e como tratar

Compartilhe com seus amigos!

A fratura óssea nada mais é que a ruptura de um osso do corpo. Geralmente, as pessoas associam a fratura a traumas e excesso de força aplicadas em um determinado osso, mas na verdade existem outros fatores que podem causar uma fratura além desses dois.

Se você quer saber mais sobre os tipos de fratura, como identificar esse problema e as melhores formas de tratar e evitá-lo, esse artigo é para você. Continue a leitura até o final e anote todas as dicas. Aproveite para compartilhar com os amigos nas suas redes sociais também.

Principais causas relacionadas a fratura óssea

Conforme mencionado acima, as duas causas mais comuns relacionadas à fratura são o trauma e o excesso de força desnecessária sobre um osso. Esportistas e pessoas acima do peso são as mais propensas a enfrentar essas causas. O primeiro pelas atividades de alta intensidade desempenhadas e o segundo porque o corpo não está preparado para sustentar um peso acima do ideal para cada altura. Contudo, esses tipos de fratura também acontecem em acidentes e, nesses casos, ninguém está imune.

causas de uma fratura

Além dos traumas e acidentes, a fratura também pode acontecer por outros motivos, como o uso excessivo de algumas articulações e problemas que enfraquecem os ossos e a musculatura. Esses problemas são mais comuns depois dos 25 anos, visto que à medida que envelhecemos, o colágeno tipo 2 e o cálcio responsáveis pela manutenção do sistema músculo esquelético começam a diminuir.

Os 4 tipos de fratura

As fraturas podem ser traumáticas, as mais comuns e causadas por acidentes e traumas, e as patológicas que ocorrem por doenças e problemas inesperados no corpo. Dentro dessas duas categorias, uma fratura ainda pode ser classificada como:

  • Simples;
  • Exposta;
  • Complicadas;
  • Incompletas;
  • Cominutiva.

A fratura simples é a mais fácil de tratar e atinge apenas o osso. A fratura exposta rasga a pele e deixa o osso exposto, sendo uma fratura mais propícia a infeccionar. A fratura complicada tem esse nome porque afeta outras partes do corpo, como os músculos e nervos, por exemplo. A fratura incompleta é aquela que não apresenta ruptura total do osso, mas tem todos os sintomas de uma fratura simples. Por fim, a fratura cominutiva é a que apresenta a multi-fragmentação do osso, ou seja, quando o osso é estilhaçado e é a mais difícil de tratar e cicatrizar.

Conheça os sintomas de uma fratura

fratura no pe

A menos que a sua fratura seja exposta, é muito fácil confundir esse problema com uma luxação ou torção. Por esse motivo, vamos elencar aqui os 5 principais sintomas de uma fratura, assim fica muito mais fácil identificar o problema antes mesmo de ir ao médico:

  1. Dor intensa no local do osso fraturado;
  2. Inchaço e vermelhidão na área;
  3. Hematomas;
  4. Dormência ou formigamento na região atingida;
  5. Dificuldade para se movimentar ou incapacidade total.

Se sentir qualquer um dos indícios de fratura acima, vá até um pronto socorro ou consulte um médico ortopedista. É muito importante um diagnóstico precoce porque uma fratura mal curada pode necessitar de cirurgia posteriormente ou prejudicar os movimentos para sempre.

Como evitar uma fratura?

Além de todos os cuidados para evitar acidentes e possíveis fraturas, também existem formas de fortalecer os ossos, articulações e os músculos a fim de evitar a ruptura dos ossos por doenças ou deficiência de algumas substâncias fundamentais para o bom funcionamento do corpo.

como evitar uma fratura

Veja abaixo as melhores formas de evitar uma fratura:

  • Fazer exercícios e alongar-se diariamente;
  • Manter uma alimentação balanceada, rica em nutrientes e alimentos antioxidantes;
  • Investir no consumo de suplementos de cálcio e colágeno tipo 2, como o Artromix tipo 2, que fortalecem os ossos e articulações;
  • Evitar beber e fumar, hábitos prejudiciais que comprometem a cicatrização e formação dos ossos;
  • Evitar sobrecarga dos ossos e articulações;
  • Manter a postura corporal alinhada.

Além disso, você também pode fazer exames regulares de densitometria óssea e montar um plano de cuidados com os ossos com o auxílio de um ortopedista.

Opções de tratamentos para fratura

Existem 3 opções de tratamento para curar uma fratura:

  1. Redução de fratura: esse é o tratamento mais comum para fratura e consiste na imobilização da região afetada depois do reposicionamento do osso. Esse procedimento é feito com gesso ou tala por um ortopedista;
  2. Fisioterapia: a fisioterapia é uma etapa importante após a redução de fratura. Com esse tratamento é possível recuperar a força e a função do osso rompido, além de evitar as dores na região;
  3. Cirurgia: a cirurgia é um recurso utilizado em último caso, mais comum em quadros de fratura cominutiva. A cirurgia ajuda a religar e estabilizar os ossos. Nos casos mais severos pode ser necessário o uso de hastes de metal ou enxerto.

Independentemente da situação da sua fratura, busque sempre a opinião de um especialista o mais rápido possível e preserve a sua saúde.

Gostou deste artigo? Confira também a importância do ganho de massa muscular!

Recomendamos o melhor colágeno de 2020:
Avane Skin da Biosanté

(descontos de até 41%)

lata avane

botao

Verisol e Ácido Hialurônico

Compartilhe com seus amigos!